Bombaim I Índia
Bum!

Chamámos-lhe Boa Baía, mas os ingleses nunca perceberam que a baía era uma menina e chamaram-lhe Bombay. Mas a boa menina sempre foi Mumbai, uma deusa sobrevivente ao tempo, senhora do seu lugar. E Mumbai vive nesta guerra onde os tempos estão todos no mesmo espaço e onde o espaço avança e recua no tempo.

Chegamos à cidade e apercebemo-nos do conflito. Há tropas de arranha céus a fazer frente aos soberbos edifícios coloniais, que se guerrilham com as moradias art-déco, desfiguradas e encardidas. Todos tentam sabotar a ilha de becos sujos e fachadas roídas da sarna que mina a cidade. é Mumbai, este rastilho aceso de futuro, esta permanência de passado e a evidência de um presente bomba-relógio que ninguém se atreve a desarmar.