Filipe I Malásia
Filipe Sobral

Achávamos que devia ter uns quarenta e sete anos, uma filha e a vida arrumada. Mas quem nos abriu a porta foi um rapagão mais novo, todo morenaço e bem disposto que nos convidou logo para almoçar, para jantar e para qualquer coisinha que precisássemos. Só íamos lá deixar as mochilas até a Catarina e a Clara chegarem, mas acabámos por ficar por lá o tempo todo. Que dias bons Filipe, seja onde for, o encontro está marcado.