Catarina I Argentina
Catarina Saraiva Lima

A Catarina tropeça nas palavras de tanta coisa que tem para dizer. Chega a casa de lenços na cabeça e começa a atirar para todos os lados. Torradas a saltar, rolhas a cair, cigarros enrolados, Piazzola e histórias que nunca mais acabam. é lisboeta de gema e porteña às claras, é do fado e do tango, das empanadas e da farinheira. A Catarina é moça rapioqueira de voz rouca e pés na terra. O patuá, os copos de vinho e as gargalhadas continuam em Lisboa.